sexta-feira, 8 de junho de 2018

Entrevista com Dâmocles Aurélio

Dâmocles Aurélio no blog EspiritualMente
Dâmocles Aurélio

Dâmocles Aurélio da Silva, nascido na cidade de Ribeirão/PE em 1949, é editor e colunista do Lampadário Espírita, um boletim informativo independente de educação espírita, cuja distribuição é gratuita.

Atualmente, é trabalhador espírita vinculado ao Centro de Estudos Espíritas Léon Denis, localizado no bairro do Curado IV no município de Jaboatão dos Guararapes/PE.

Dâmocles Aurélio no blog EspiritualMente
Tiago Rodrigues
Redator e colunista/Lampadário Espírita
Dâmocles Aurélio no blog EspiritualMente
João Batista
Redator/Lampadário Espírita
                
Contato: lampadarioespirita@bol.com.br


*          *          *


EspiritualMente - Como o senhor conheceu o Espiritismo? Qual a importância desta Doutrina em sua vida?

Dâmocles - Minha mãe era espírita. Desde cedo entrei em contato com o Espiritismo. Aos domingos à noite, aos 11 anos de idade, acompanhava meu pai à Federação Espírita Pernambucana, localizada na época na Rua da Concórdia, nº 533, no centro do Recife. Guardo boas lembranças. Lembro-me do poeta Fernando Vaz, com os seus óculos de lentes grossas, do Sr. Lírio Ferreira, com a sua costumeira polidez no trato com as pessoas. Às segundas-feiras à noite, acompanhava minha mãe ao Tattwa Cavalheiros da Luz, do Círculo Esotérico da Comunhão do Pensamento, então localizado à Rua da Palma, se a memória não me falha, no edifício Sael, também no centro do Recife. Nessa mesma época, aos sábados à noite, acompanhava meu pai à Loja da AMORC (Ordem Rosacruz). Portanto, desde a infância, sempre estive em contato com o Espiritismo e com as doutrinas espiritualistas. Por conta disso, quando cheguei a Casa Espirita, não estranhei e nem foi necessário participar da Evangelização Espírita.


EspiritualMente - Como surgiu a ideia de criar o boletim informativo Lampadário Espírita?

Dâmocles - Na verdade, o projeto não foi meu. Isto foi explicado na edição de nº 100 de janeiro de 2015. Fui convidado a participar após o jornal já existir. Mas surgiu a partir da necessidade que os companheiros perceberam. Confesso que um projeto como o Lampadário era um velho desejo que guardava, mas que não tive a coragem de por em prática.


EspiritualMente - Em 2018, o Lampadário completou 12 anos de existência. Que balanço o senhor faz deste projeto? Quais os desafios para mantê-lo em funcionamento?

Dâmocles - Em 2016, realizamos um encontro pela passagem dos dez anos de existência do Lampadário e, naquela oportunidade, eu disse que o boletim estava existindo graças a minha teimosia, isso porque os quatro companheiros que havia fundado o órgão, haviam saído sem dizer adeus, deixando toda a carga sob os meus cuidados. Pensei, pensei e decidi por continuar, porém, veio a crise pós-2016 e o projeto teve a tiragem reduzida de 300 para 50 exemplares, mas não encerrou. E hoje somos um dos periódicos com maior número de edições na história da imprensa espírita pernambucana.


EspiritualMente - Como o senhor avalia o papel da imprensa espírita nos dias atuais na divulgação do Espiritismo?

Dâmocles - Hoje a divulgação, com os recursos da internet, é fácil e barato; o difícil continua sendo a qualidade do conteúdo. Na internet, por exemplo, há muitos jornais online, com cores vivas e design artístico bonito, mas o conteúdo fica a desejar. São quase sempre jornais noticiosos, divulgando os eventos que vão ocorrer ou que já se realizaram. Dentre os sites que considero com conteúdo e de ótima qualidade doutrinária, destaco O Consolador - Revista Semanal de Divulgação Espírita, de Curitiba/PR. Há também o site Autores Espíritas Clássicos, que é uma verdadeira biblioteca espírita com dezenas de livros disponíveis para baixar. Então, vejo com otimismo o trabalho de divulgação atual. A tendência é melhorar. Pernambuco é que foi sempre reticente nesse campo, haja vista, conforme demonstra a história, o número de jornais ao longo do tempo é insignificante.


EspiritualMente - O que o senhor mais aprendeu no decorrer de todos esses anos de trabalho ativo no movimento espírita?

Dâmocles - Pergunta difícil! Aprendi que sou um espírito de 3ª ordem, beirando a 7ª classe. E que ainda tenho que "comer muito feijão" nas próximas existências (se ainda existir feijão)! 


EspiritualMente - Em meio a tantas crises, escândalos e crescimento da violência, quais suas perspectivas sobre a atualidade e o futuro do Brasil? Estamos no rumo certo?

Dâmocles - Quem passou por uma ditadura (1964-1985), pode dizer que vive atualmente no Brasil paraíso. Presidente da República sendo cassado (já foram dois), presidente sendo acusado de roubo, condenado e preso; deputados, prefeitos e governadores condenados e presos em presídios comuns. É o fim dos "Odoricos Paraguaçus". Crimes, crises e carestia sempre existiram. Não sei se estamos no rumo certo; sei apenas que a marcha do progresso põe o trem nos trilhos.


EspiritualMente - Você tem algum projeto ou objetivo a ser alcançado no trabalho espírita?

Dâmocles - Quando eu deixar de projetar o futuro, quando deixar de sonhar, não terei mais o que fazer. Projetos há, o que falta é a coragem de iniciar a realização do desejo. Freud dizia que o sonho é a realização do desejo. Sigo o caminho inverso, primeiro sonho e depois busco realizar o desejo.


EspiritualMente - Que mensagem você deixa para os visitantes, seguidores e colaboradores do nosso blog?

Dâmocles - O que eu posso dizer? Ariano Suassuna, em suas aulas-espetáculos, dizia que "pela frente a gente elogia e quando a pessoa sai, dizemos o que realmente pensamos". Foi uma grata  surpresa conhecer o blog EspiritualMente. Desejo a todos os visitantes, seguidores e colaboradores, um grande abraço fraterno e não deixem de estudar a Doutrina Espírita!


*          *          *

Agradecemos ao prezado amigo Dâmocles Aurélio por conceder esta entrevista!





5 comentários:

  1. Parabéns a esse grande lutador! Fiquei feliz pelo seu interesse na evangelização infantil, que reputo como o trabalho mais importante realizado na seara espírita. Mando um site de onde poderão ser baixados planos de aulas:
    http://www.evangelizacaojf.ddfserver.com/

    ResponderExcluir
  2. Figuraça o Dâmocles Aurélio. Conhece o movimento espírita pernambucano como poucos. Merece, um dia, ocupar a presidência da federativa estadual.

    ResponderExcluir
  3. Parabéns ao caro Dâmocles e a seus colegas do Lampadário Espírita pelo belo trabalho realizado. Agradeço também ao amigo a referência elogiosa à revista "O Consolador", somente fazendo nela um reparo: a sede da revista é Londrina, e não Curitiba, a capital do nosso estado. Um grande abraço a todos.

    ResponderExcluir
  4. Conheço o trabalho e a responsabilidade tanto na pesquisa quanto no que publica. é referência quando se trata da história do Movimento Espírita de Pernambuco. Vive uma efusão de ideias e de teses que na maioria das vezes são confirmadas. Alguns o chamam de: " O mal necessário", para mim não é um mal, mas um ser humano que busca a verdade e se é uma verdade que queiram esconder e ao mesmo tempo tornar o MOVIMENTO ESPÍRITA UM REDUTO DE LAGARTIXAS A BALANÇAR A CABEÇA E A ACEITAR TUDO SEM QUESTIONAR, NÃO. O ESPÍRITA PRECISA SER CRÍTICO COM MODERAÇÃO E CAUTELOSO PARA NÃO ACEITAR TUDO QUE VEM DE NOVO. ESSE TEM SIDO O REFRÃO E SEMPRE SERÁ. O NOVO PODE SER BONITO E AGRADÁVEL, MAS SE NÃO TEM A VER COM A BASE QUE PROVÉM DE KARDEC NÃO PODE SER ACOLHIDO COMO COMPLEMENTO DELE, O QUE DE FATO NUNCA SERÁ.

    ResponderExcluir
  5. Não o conhecia e gostei da entrevista.parabéns.

    ResponderExcluir

Agradecemos pelo comentário!