quinta-feira, 27 de setembro de 2018

Avaliando a vida

Texto de Almir Paes no Blog EspiritualMente

A vida não avalia, examina: classificando, selecionando, excluindo, reprovando...

Ela nos torna - se permitirmos - apenas números num contexto tecnocrata.

Ela nos pede (manda) trabalhar, comer, dormir e consumir. É proibido pensar, parar um pouco e refletir sobre os contornos e contextos da vida.

Ela nos quer autômatos, robôs, facilmente manipuláveis. E nos induz a sermos objetos consumistas de produtos e serviços de grandes trustes e conglomerados.

A vida, neste estágio atual, é formada por pessoas que ainda tem percepções incipientes sobre seus conceitos. Não conhecem os encontros e os desencontros que pairam sobre ela.

É preciso avaliar a vida, ou seja, interpretar os conhecimentos, habilidades e atitudes dos seus atores principais. É necessário ter uma apreciação qualitativa sobre eles. É preciso torná-los protagonistas e não apenas coadjuvantes do teatro do viver.

É preciso trabalhar noções de convívio, de práticas sociais e relacionais saudáveis, de relacionamentos e de cooperação, além das habilidades de "saber" e "saber fazer", já contemplados e tratados pela escola.

É preciso edificar uma aprendizagem, propiciando que as próprias pessoas construam a sua realidade e atribuam significado a ela.

É necessário desenvolver capacidades, habilidades, com a criticidade necessária para a vida em sociedade.

Mudar de paradigma é preciso. Que as pessoas deixem de ser objetos e passem a ser sujeitos dos fatos e ações. Para isso, é necessário conhecê-los.

Para promover o processo educativo, é preciso conhecer as personalidades, atitudes, interesses, dificuldades dos protagonistas da vida, estimulando o sucesso e o progresso de todos.

Finalmente, é preciso avaliar a vida, promovendo a independência das pessoas, estimulando-as para uma concepção investigativa e reflexiva, para uma postura cooperativa, para a compreensão e para a autonomia.

É preciso compreender que "a vida é a arte do encontro, embora haja tanto desencontro pela vida".

Vamos todos nos encontrar nas esquinas, nas curvas e nos caminhos que a vida nos proporciona!

Vamos, enfim, aprender a amar! Este é o percurso hegemônico da vida!


Almir Paes no Blog EspiritualMente
Almir Paes
O Cronista da Alma




Deseja ler outros textos de Almir Paes? Então, clique aqui!



Nenhum comentário:

Postar um comentário

Agradecemos pelo comentário!