terça-feira, 11 de setembro de 2018

O melhor candidato a Presidente do Brasil

Texto de Manoel O. Guimarães Jr

Em primeiro lugar, quero deixar bem claro que o Blog EspiritualMente não tem fins políticos e não está declarando apoio a nenhum candidato a Presidente do Brasil.

Todavia, é nosso dever procurar orientar as pessoas a votarem com consciência e seriedade.

Vale salientar que os representantes eleitos no pleito deste ano, comandarão os Estados e a nação nos próximos 04 anos.

Por isso, é muito importante saber votar bem!

Por mais que a maioria das pessoas não goste do evento e estejam decepcionadas com a atual política, as eleições representam uma grande oportunidade de se fazer uma revolução pacífica em nosso país. 

Através do voto, a gente pode mudar os rumos da nossa nação, promover uma verdadeira reforma, expurgando políticos corruptos, pilantras e aqueles que não desempenharam bem os seus mandatos.

Atenção: votar nulo ou em branco não é protesto e não ajudará em nada! Geralmente favorece péssimos candidatos, aqueles que não tem propostas ou nenhum compromisso com a população.


Texto de Manoel O. Guimarães Jr


Mas, então, qual seria o melhor candidato a Presidente do Brasil?

Para um país de dimensões continentais como o nosso, com mais de 200 milhões de habitantes, com uma grave desigualdade social e uma imensa diversidade cultural, o perfil do Presidente deve ser de um verdadeiro líder conciliador, que tenha experiência administrativa, um passado político limpo, pautado na ética e sem envolvimento em escândalos de corrupção.

Um Presidente sério deve tentar unir e mobilizar os mais variados segmentos da sociedade em prol da nação. Que promova as reformas necessárias a melhoria de vida da população.

Por outro lado, candidatos com discursos de ódio, de intolerância, de violência, que acham que assim resolverão de maneira rápida os problemas da nação, estarão estimulando, direta ou indiretamente, uma verdadeira guerra civil no país. Para os eleitores que defendem o retorno dos militares ao poder e um sistema ditatorial, vejam o que disse Ruy Barbosa:


Texto de Manoel O. Guimarães Jr

Candidatos que incentivem o conflito entre as classes sociais - pobres x ricos, negros x brancos etc. - irão desagregar mais o que já está desagregado.

Candidatos que levantam bandeiras de Religião para chegar ao poder não irão acrescentar em nada para a melhoria do país.

Felizmente ou infelizmente, a melhor via para a atual conjuntura brasileira ainda é o da política com diálogo, com negociação, ouvindo e respeitando todos os segmentos da sociedade.

Você, prezado(a) leitor(a), pode até afirmar: - E onde eu encontro um candidato com essas características? Não há candidato bom!

Realmente, está difícil!

Mas é preciso lembrar que vivemos num mundo de provas e de expiações. A imensa maioria dos espíritos que habita a Terra são imperfeitos!

Mas assim como ainda há pessoas boas no mundo, também há políticos com boas intenções. O problema é que a gente não procura, não pesquisa, preferimos votar naquelas caras já conhecidas afirmando: "ruim com ele, pior sem ele". Ou então vendemos o nosso voto para aquele candidato que nos ofereça algum tipo de benefício.


Texto de Manoel O. Guimarães Jr

Portanto, votemos com consciência! Seremos responsáveis pelas escolhas que a gente fizer!

Paz e luz a todos(as)!


Manoel O. Guimarães Jr
Administrador - EspiritualMente




Deseja ajudar o nosso projeto? Então clique aqui!




10 comentários:

  1. Você diz: "o perfil do Presidente deve ser de um verdadeiro líder conciliador, que tivesse experiência administrativa, um passado político limpo, pautado na ética e sem envolvimento em escândalos... Um Presidente sério deve tentar unir e mobilizar os mais variados segmentos da sociedade em prol da nação. Que promova as reformas necessárias a melhoria de vida da população."

    Claro que parecerá suspeito, mas descreveu o meu candidato, idealizador de um partido realmente NOVO que tem em mente que o Brasil precisa amadurecer e o povo necessita voltar a acreditar em si e não pode fazer isso com ficha suja e "rabo preso" com o sistema vigente.

    Quero te parabenizar por posicionar-se em favor do assunto política, tenho visto que os espíritas mal se manifestam achando que discutir é algo ruim, quando em verdade o debate com respeito sempre traz ideias novas e auxiliar na compreensão dos fatos. Eu mesma já escrevi a respeito, fazendo um texto chamado "ESPÍRITA? MAS ELA FAZ CAMPANHA POLÍTICA..."

    Para viver no "coração do mundo" precisamos que esse coração pulse com todo vigor, temos que trabalhar por isso.

    Abraço!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Vânia, este é também o meu candidato. Aliás o único partido que não é fisiologista. Não vamos ganhar, mas vamos marcar nossa posição em favor da construção de um Brasil melhor.

      Excluir
  2. Esse texto veio pra minha reflexão...realmente estou desacreditada e sem saber o que fazer...até pensei na questão de não votar...mas pensei:seria o certo? Então agradeço pela orientação. Abraços fraternos

    ResponderExcluir
  3. No momento está difícil escolher, mas sempre há um "menos ruim"...
    Orar e pedir inspiração, creio que é o caminho.

    ResponderExcluir
  4. Creio que esse candidato não existe no nosso cenário político,porém na minha opinião todos deveriam refletir e estudar todos os candidatos antes de se decidir em quem votar e principalmente,não votar em candidatos investigados pela policia federal e pela lava jato,este já seria uma boa forma de tentar eleger um candidato próximo do que seria o ideal!!!

    ResponderExcluir
  5. Óbvio que o Espiritismo em sí é apolítico; mas o espírita tem o direito de opinar e escolher o que, em sua concepção, seja o melhor para o nosso país. Portanto, veja, pesquise e escolha o que considerares melhor. O país vai sair da crise que se instalara, pois está destinado a ser pátria do evangelho com Jesus em nossos corações.
    fernandorosembergpatrocinio.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  6. Óbvio que o Espiritismo em sí é apolítico; mas o espírita tem o direito de opinar e escolher o que, em sua concepção, seja o melhor para o nosso país. Portanto, veja, pesquise e escolha o que considerares melhor. O país vai sair da crise que se instalara, pois está destinado a ser pátria do evangelho com Jesus em nossos corações.
    fernandorosembergpatrocinio.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  7. Parabéns Manoel pelo seu posicionamento político perante seus leitores e perante os trabalhadores espíritas. A política está em todas as atividades exercidas por cada um de nós. Política é a arte da conciliação, é a arte da alteridade. É muito mais abrangente do que um segmento da mesma que é a política partidária. Quando tomamos decisões, essa é uma forma de fazer política. Etimologicamente política vem do grego Polis que quer dizer Cidade. Aristóteles já dizia : *quem não participa de nenhuma Polis ou é uma Besta ou um Deus". No próximo dia 25/09 eu farei uma palestra no Educando Espírita Joana D'arc com o tema : Evangelho e Cidadania. Falarei sobre Platão como pai da política e precursor da doutrina espírita, etimologia da política, os Três Poderes, formas e tipos de poder, Adolfo Bezerra de Menezes como deputado federal,Vou abordar a política como Ciência e a cidadania do espírita como um dos fatores da busca e essência do Evangelho.

    ResponderExcluir
  8. E é preciso n permitir que sua descrença e decepção, cegue você, buscando uma alternativa que vai de encontro a tudo que você acredita, aos valores que norteiam sua vida: respeito às diferenças, tolerância, igualdade, acolhimento e cuidado com o menos favorecido.

    ResponderExcluir
  9. O ESPIRITISTA E A POLÍTICA

    O Espírito Emmanuel, no Item 60 de sua importante obra: “O Consolador” (Feb), elucida sobre como deverá comportar o espiritista perante a Política do Mundo.

    ============================

    O sincero discípulo de Jesus está investido de missão mais sublime, em face da tarefa política saturada de lutas materiais.

    Essa é a razão por que não deve provocar uma situação de evidência para si mesmo nas administrações transitórias do Mundo.

    E, quando convocado a tais situações pela força das circunstâncias, deve aceita-­las não como galardão para a doutrina que professa, mas como provação imperiosa e árdua, onde todo êxito é sempre difícil.

    O espiritista sincero deve compreender que a iluminação de uma Consciência é como se fora a iluminação de um mundo, salientando­-se a tarefa do Evangelho junto das almas encarnadas na Terra, é a mais importante de todas, visto constituir uma realização definitiva e real. A missão da Doutrina é consolar e instruir, em Jesus, para que todos mobilizem as suas possibilidades divinas no caminho da vida.

    Troca-­la por um lugar no banquete dos Estados é inverter o valor dos ensinos, porque todas as organizações humanas são passageiras em face da necessidade de renovação de todas as fórmulas do homem na lei do progresso universal, depreendendo­-se daí que a verdadeira construção da felicidade geral só será efetiva com bases legítimas no espírito das criaturas.

    ============================

    O Espiritismo em si é apolítico; mas o espiritista tem o direito ao voto e, pois, deve votar com consciência do que faz, ou seja, como Cidadão do Mundo que quer ver sua mudança para melhor. O Brasil, tal como predito, será sim o Celeiro do Mundo, mas, muito mais que isso: será o Celeiro de Bênçãos Espirituais na condição de Pátria do Evangelho.

    UM GRANDE ABRAÇO A TODOS:

    Fernando Rosemberg Patrocinio
    Fundador de Núcleo Espírita Cristão; Coordenador de Estudos Doutrinários; Articulista; Palestrante e Escritor de dezenas de e.Books gratuitos em seu blog abaixo transcrito.

    BLOG: Filosofia do Infinito
    http://fernandorosembergpatrocinio.blogspot.com.br

    ResponderExcluir

Agradecemos pelo comentário!