terça-feira, 9 de outubro de 2018

Entrevista com Kátia Del Rey

Kátia Del Rey no Blog EspiritualMente
Kátia Del Rey

Filha de uma índia da tribo Xacriabá com um português, nasceu na cidade de Abaeté/MG. Foi criada na cidade de Presidente Prudente/SP. Atualmente reside em Jundiaí/SP. É viúva e tem duas filhas.

Em busca de respostas sobre a espiritualidade, cursou Parapsicologia, Numerologia, Gnose e Cromoterapia. Mas foi através da Doutrina Espírita, estudando as obras de Allan Kardec, que obteve os tão desejados esclarecimentos.

Está vinculada ao Centro Espírita Fraternidade Jundiaí.

Kátia Del Rey no Blog EspiritualMente
Kátia autografando um dos seus livros

Kátia Del Rey é atriz de teatro e já escreveu vários livros, dentre eles:

Livros de Kátia Del Rey
Alguns livros de Kátia Del Rey


Para adquirir esses e outros livros, acesse:

https://katia-del-rey.lojaintegrada.com.br/

https://www.lojabonecker.com.br/muralhas


*          *          *

EspiritualMente - Como você conheceu o Espiritismo? Qual a importância desta Doutrina em sua vida?

Kátia - Fui criada em igreja evangélica, porém, desde tenra idade, convivi com fatos e acontecimentos conhecidos como "sobrenaturais". Sabia, por exemplo, onde encontrar objetos perdidos, descobrir doenças ainda não diagnosticadas, e isso deixava meus pais adotivos muito perplexos. Na fase adulta, passei a ouvir batidas na parede, aparelhos que ligavam e desligavam sozinhos. Certa vez, fui visitar o pai de um amigo que estava acamado há vários dias. Conversando com a família sobre o estado de saúde, uma parente dele me perguntou se eu era espírita. Confesso que me senti ofendida, afinal eu ainda trazia os preceitos evangélicos nas raízes. Mas com muito carinho e sabedoria, a encantadora senhora me esclarecia que tudo o que eu falava e ensinava, a Doutrina Espírita também ensinava e que eu teria grandes surpresas em conhecer as respostas que tanto buscava e não havia quem me satisfizesse. Exemplo: por que eu sabia quando alguém ia morrer? Como sabia quando uma pessoa ia chegar em casa? Ou quando uma pessoa mentia? Se a doença que trazia em seu corpo tinha cura ou morte? Foi quando comecei a me interessar e esta senhora me deu o endereço do Centro Espírita que frequentava. É a mesma casa que frequento até hoje. A Doutrina Espírita é tudo de bom em minha vida. Foi a melhor coisa que já me aconteceu.


EspiritualMente - Conte-nos como se tornou escritora.

Kátia - Na minha infância, gostava de reunir crianças a minha volta para contar histórias. Na escola sempre tirava notas máximas em redação. Mais tarde, ainda na adolescência, muito antes de conhecer a Doutrina, passei a ouvir histórias de amigos não visíveis. Como quisesse lembrar delas para contar depois, comecei a colocá-las no papel. Nessa época eu não tinha possibilidades em comprar caderno, escrevia em papel que embrulhava o pão. A foto abaixo, é o rascunho de um dos meus romances publicados recentemente e editado pela Editora Bonecker.

Kátia Del Rey no Blog EspiritualMente


EspiritualMente - Você tem vários livros psicografados. Fale-nos um pouco sobre os espíritos que você mantém e manteve parceria mediúnica.

Kátia - Algumas vezes, uma freira, Irmã Josefa, me dá o prazer de sua presença e me enriquece com seus conselhos. Tenho dois livros de autoajuda a serem publicados, ditados por ela e pelo meu mentor Brits. Um deles é "Perdão pelo mau que lhe fiz". A maioria dos livros são ditados por Samuel Guedes, mas tem alguns amigos que preferem não citar nome. O livro "O paiol", por exemplo, é um dos meus favoritos, o qual o nosso amigo preferiu ficar no anonimato.


EspiritualMente - De todos os seus livros, qual aquele que você tem um carinho especial? Por quê?

Kátia - "Eco nas rochas", que está em sua terceira edição e só nos resta três volumes. Na época, eu estava no sítio da minha filha em Itapeva/MG quando ouvi, logo após ter deitada, alguém dizer por três vezes seguidas: "- Goroty Guariãn". É claro que fiquei um tanto assustada e como o nome era muito estranho para mim, anotei em um papel que sempre mantenho em minha cabeceira. Alguns dias depois, no mesmo local e hora, ouvi novamente: "- Eco nas rochas". Eu disse a mim mesma, "isso é nome de um livro"! Quase um mês depois, ele se apresentou, não como Goroty, mas como Tibério.


EspiritualMente - Durante sua produção literária, no momento da escrita, você já vivenciou algum fato curioso, inusitado ou cheio de reflexão relacionado a espiritualidade? Poderia nos contar alguma história? 

Kátia - Escrevi um livro chamado "Corpo astral", hoje esgotado, onde relato vários fatos vivenciados fora do corpo físico. Certa vez, fui transportada ao local onde passou ou estava passando o episódio. Foi muito estranho, pois eu não tinha consciência de mim mesma, meu corpo continuava no escritório digitando, mas meu espírito estava longe dali. No final do dia quando retornei (meu espírito voltou), não me recordava de nada, não sabia em que local eu estava. Após alguns minutos, fui me conscientizando de que estava no escritório da minha casa. Também não recordava o que tinha acontecido anteriormente enquanto estava fora. Em outra ocasião, estava deitada em meu quarto (no mesmo horário e local no sítio em Itapeva/MG) quando surgiu em meio a nuvens um buraco no teto (pelo menos era assim que eu pensava ser), e desse buraco surgiram três degraus em formato de gigantesca pedra de gelo ou cristal de quartzo que desceram até os meus pés. Encantada com aquilo, eu orava quase em desespero pedindo que me mostrasse onde iria dar aquela escada. Lamentavelmente, não toquei nela e muito menos subi.


EspiritualMente - Em meio a tantas crises, escândalos e crescimento da violência, como você observa a atualidade e o futuro do Brasil? Estamos no rumo certo?

Kátia - Quanto aos escândalos, Cristo e o apóstolo Paulo já nos havia alertado a mais de dois mil anos atrás que "nos últimos dias haverá tempos difíceis. Pois muitos serão egoístas, avarentos, orgulhosos, vaidosos, xingadores, ingratos, desobedientes aos seus pais e não terão respeito pela religião. Não terão amor pelos outros e serão duros, caluniadores, incapazes de se controlarem, violentos e inimigos do bem. Serão traidores, atrevidos e cheios de orgulho. Amarão mais os prazeres do que a Deus; parecerão ser seguidores da religião, mas com as suas ações negarão o verdadeiro poder dela". E nos aconselha para que fiquemos longe dessa gente (2 Timóteo 3:1-5). O Brasil é protegido por Ismael, pupila dos olhos do Cristo, nada devemos temer. Somos abençoados e gratos pelo privilégio de termos nascidos nesse país, uma terra sagrada!


EspiritualMente - Que mensagem final você deixa para os visitantes, seguidores e colaboradores do nosso Blog?

Kátia - Fé, confiança, Deus nunca desamparou seus filhos. Lembremo-nos que, no Livro Sagrado, está citado 366 vezes "não temas", 366 vezes "não tenha medo" e "crê somente", disse-nos Jesus. Lembremo-nos também de que "somos um com o Pai e o Pai é maior que nós". Paz e luz em nossos corações. Minha gratidão!


*          *          *

O Blog EspiritualMente agradece a colaboração, gentileza e simpatia de Kátia Del Rey por conceder esta entrevista!




20 comentários:

  1. Kátia adorei sua entrevista. Parabéns. Que Deus te abençoe sempre.

    ResponderExcluir
  2. Gratidão Aparecido, você sabe que mora em meu coração.
    visite o Blog e as novidades o surpreenderá.

    ResponderExcluir
  3. querida amiga linda sua história tenho maior prazer de ter conhecido pena que conversamos SÓ pelo Zap.gratidão amiga

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Você é uma das criaturas mais linda que já conheci. Gratidão por existir

      Excluir
  4. Kátia del Rey seus livros são maravilhosos!
    Me orgulho muito de vc!

    ResponderExcluir
  5. Há muitos anos conheci Kátia Del Rey através da Internet. Me apaixonei pela sua maneira de conduzir as palavras, pela forma fraternal tão amorosa com que tratava seus amigos internautas. sua sapiencia e carisma. Conheci trechos de suas obras que ia postando aos poucos, atiçando a curiosidade dos leitores. Deu certo Todos que a conhecemos sabemos de sua grande capacidade de transformar em palavras muito daquilo que vivenciamos, ansiamos, desejamos ou mesmo temos a curiosidade de conhecer. Vejo-a como uma GRANDE escritora e que o sucesso está apenas começando. Visualizo seu futuro com reconhecimento nacional e internacional. Não lhe falta talento para tanto. Parabéns minha caríssima Kátia. Voce emana luz.

    ResponderExcluir
  6. CAROS AMIGOS:
    'VIVENDO E APRENDENDO' NÃO É MESMO?
    NADA CONHECIA DE KATIA DEL REY; MAS SEMPRE É TEMPO DE CONHECER, ALIÁS, DE PRAZEIROSAMENTE CONHECER, NO CASO, A ILUSTRE ESCRITORA QUE O PRESENTE SITE NOS BRINDA E NOS OFERECE DE CORAÇÃO.
    MUITÍSSIMO GRATO POR TUDO, POR AGORA E SEMPRE:
    fernandorosembergpatrocinio.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Gratidão pela forma carinhosa que se dirigi a mim.
      Que sua gentileza seja presente no seu dia a dia

      Excluir
  7. Querida amiga, adorei e fiquei surpresa com a sua linda hostoria. Que Deus continue te abençoando. Patabens! Bjs de Simone MB

    ResponderExcluir
  8. Katia querida, que Jesus a ampare e a envolva em luz cada vez mais lhe dando sempre a oportunidade de levar os ensinamentos Dele à todos que procuram.Bj grande

    ResponderExcluir
  9. Nós que fazemos o Blog EspiritualMente, agradecemos muito a Katia Del Rey por conceder esta bela entrevista! Recomendamos a todos a leitura de suas obras literárias!

    ResponderExcluir
  10. Katia, através de seus ensinamentos você trás não só grandes ensinamentos, mas também distribuí amor, esperança, paz... Que Deus sempre a abençoe para que você possa continuar com esse maravilhoso trabalho. Bjs no coração

    ResponderExcluir

Agradecemos pelo comentário!