sexta-feira, 25 de janeiro de 2019

Entrevista com Juliana Romera

Juliana Romera no Blog EspiritualMente

Juliana Romera é formada em Educação Física. Já trabalhou com hidroginástica, natação, musculação e ginástica coletiva.

Em 2006 teve seu primeiro contato com o Yoga. Logo começou a se interessar pela teoria e pela filosofia, o que a levou a formação como Professora de Yoga.

Em 2012 criou a página Yoga Diária com a intenção de mostrar que o mesmo é muito mais do que posturas, apresentando os vários aspectos que este estilo de vida pode proporcionar às pessoas.


Yoga Diária no Blog EspiritualMente

Atualmente, Juliana dá aulas regulares de Yoga, além de cursos e palestras sobre o tema, e também atua como personal com foco em reabilitação e terceira idade.

Contato:

https://www.yogadiaria.com.br/
https://www.facebook.com/YogaDiaria/


*          *          *

EspiritualMente - Como é a sua relação com a religião e a espiritualidade?

Juliana - Fui criada numa família católica, o que me levou a fazer catequese, mas não era algo que me fazia muito sentido, pois tinha muitas dúvidas e ninguém tinha paciência para explica-las (risos). Logo, nunca foi uma coisa que fez muito parte da minha vida e, na minha cabeça, o mais fácil era "não acredito em nada"! Tempos depois, li um pouco sobre o Budismo num livro que comprei achando que falava de escaladas nos Himalaias, mas era um diálogo entre um rapaz que tinha ido esquiar e um mestre. Este livro trouxe muitas coisas interessantes para mim. Mais tarde, aos 23 anos, conheci o Yoga e tive um professor que passou a dar aulas de "Filosofia do Yoga". Foi algo que imediatamente fez sentido para mim e me atraiu. Yoga não é religião, mas carrega certa religiosidade e devoção que me identifico e me faz muito bem.


EspiritualMente - Como o Yoga chegou em sua vida?

Juliana - Minha tia-avó praticava e levou minha mãe que adorou e me convenceu a ir fazer uma aula para conhecer. Lá no fundo, eu fiquei com o pé atrás achando que seria "parado" demais para mim... mas foi bem diferente. Nunca mais parei! A prática me atraiu fisicamente e depois conheci o que tinha além das posturas e fez mais sentido ainda.


EspiritualMente - Muitas pessoas afirmam que Yoga é um tipo de ginástica, outras acham que é um exercício respiratório e ainda há aquelas que consideram uma doutrina religiosa. Afinal, o que é Yoga?

Juliana - Bem, o Yoga pode até ser apenas uma ginástica se o praticante focar apenas nas posturas e em performance, buscando um corpo bonito, buscando melhorar força, flexibilidade, dores na coluna etc., mas com isso ele deixa de ganhar muito mais que o Yoga oferece. Pode ser também exercícios respiratórios, mas sem um corpo que aguenta ficar sentado por algum tempo sem incômodo, sem uma mente capaz de aquietar e permanecer focada durante a prática, um lado emocional forte para aguentar as emoções que possam surgir dessas práticas, dessas aquietações da mente, a única coisa que o praticante irá ganhar é um certo relaxamento de sentar e respirar, mais nada. Para isso, não precisa ser Yoga. E como o Yoga não é uma religião (no sentido que estamos acostumados), logo ele não pode ser uma doutrina religiosa. A parte que trata da espiritualidade é chamada Vedanta, que fala sobre a realidade do EU, do indivíduo que é imutável, o que não separa nada de Deus e, sim, considera que apenas Deus é real, que tudo que existe na nossa realidade é Deus. O Yoga é um estilo de vida que busca esse entendimento e para isso a mente precisa ser madura, ter um certo preparo. E todas as práticas (posturas, respirações, meditações etc.) são voltadas para isso, para equilibrar a mente e as emoções, trazer clareza mental e essa maturidade necessária na mente.


EspiritualMente - A partir de que momento ou situação recomenda-se a prática do Yoga? Qualquer pessoa pode praticá-lo?

Juliana - Muitas pessoas chegam no Yoga por conta de algum desequilíbrio (físico ou mental) e acabam achando esse "conforto" nele, mas qualquer momento é o momento certo. O Yoga é para todos, em momentos diferentes de vida, por necessidades diferentes e ele é adaptável para qualquer um, seja fisicamente como no estudo. Pensando nas posturas, já que é a porta de entrada na maioria dos casos, existem diferentes "linhas" de Yoga, maneiras diferentes de se conduzir uma prática (mais lenta, mais rápida, mais permanência, mais alinhamento, mais respiração etc.) o que acaba proporcionando que diferentes corpos e mentes achem uma que "encaixa".


EspiritualMente - Já ouvimos relatos de pessoas que expressaram o desejo de praticar Yoga, mas desistiram devido ao receio de não serem compreendidas pelos membros da religião que professa. Esta situação é comum ou representa casos isolados? O que você diria a uma pessoa que está vivenciando uma situação parecida?

Juliana - Já ouvi isso, mas não acho que seja muito comum, pois se a pessoa se permitiu essa abertura isso nem sempre é um conflito para ela. A pessoa que passa por isso muitas vezes tenta se impor brigando, se rebelando etc. e isso é a pior forma de mostrar para as outras pessoas que o seu caminho está correto. Faça o seu Yoga da forma que for possível e vá mostrando às pessoas como você tem se tornado uma pessoa melhor, e isso será seu maior argumento para falar com quem é contra. Camufle coisas, ou seja, não precisa usar as imagens para fazer Yoga, não precisa de nomes em sânscrito, nada disso, simplifique na hora de explicar o que é dizendo apenas que é uma ginástica para o corpo e uma terapia para a mente.

Frase de Juliana Romera no Blog EspiritualMente


EspiritualMenteQuais os principais benefícios físicos e mentais da prática do Yoga?

Juliana - Podemos pensar em benefícios mais físicos, densos, como melhora da força, da flexibilidade, da consciência corporal, do equilíbrio e tantos outros como qualquer exercício físico, como também em benefícios mais sutis, mentais e emocionais como a melhora do foco, da disposição, da concentração, da superação, uma forma de "aprender a acalmar", aprender a lidar com situações diversas com equilíbrio e muitos outros. Devemos reforçar que o Yoga não é apenas as posturas, senão estes outros benefícios nem sempre serão alcançados com eficiência.


EspiritualMente - Você tem algum objetivo ou projeto relacionado ao Yoga?

Juliana - O Yoga é um estilo de vida, uma forma de encarar a rotina, as situações etc. Eu sou professora de Yoga, o que me ajuda a levar isso às pessoas, mas não precisa estar em sala de aula para levar Yoga. Ele está por trás de cada atitude. Meu objetivo dentro do Yoga é levar ele para o maior número de pessoas sem frescura, sem misticismo, de forma leve e clara. Tenho um projeto chamado Yoga Diária nas redes sociais, com frases, reflexões, vídeos e assim vou atingindo as pessoas.





EspiritualMente - Que mensagem você deixa para os colaboradores, seguidores e visitantes do nosso Blog?

Juliana - Caso alguma coisa nessas palavras tenha feito sentido para você, procure mais sobre Yoga e Vedanta, independente da sua religião. Os valores passados te farão uma pessoa mais feliz! Namastê!


*          *          *


Agradecemos a Juliana Romera pela colaboração e por conceder esta interessante entrevista!




2 comentários:

  1. Caríssimos!!!

    Tudo quanto proporcione melhoramento do Ser, do Espírito ou da Alma, como queiram, é bem vindo e merece nossa consideração. Como dizia sábio filósofo: "Prudente serás não admitindo saber o que não sabes" (Sócrates). Logo, digo, de coração, aprendi, hoje, um pouco mais das coisas, no caso: do Yoga, com a professora Juliana Romera.

    Ora, todas as filosofias e práticas orientais tem algo a ver com o Espiritismo, e, pois, vejam só:

    Juliana fala algo de que: "tudo que existe na nossa realidade é Deus", E o Espiritismo, com A. Luiz, prefaciado por Emmanuel, por exemplo, diz o mesmo, que tudo do Universo não mais é que: "a exteriorização do Pensamento Divino, de cuja essência partilhamos em nossa condição de raios conscientes da eterna sabedoria". (Nos Domínios da Mediunidade-Feb).

    Óbvio que teríamos muito mais por falar dessa excelente entrevista, mas seria chover no molhado, o que não vem ao caso.

    Parabenizamos ao "EspiritualMente", à entrevistada, e tantos quantos colaboraram pela divulgação da presente matéria!!!

    https://fernandorosembergpatrocinio.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  2. Muito esclarecedora essa entrevista. Tinha realmente muitas dúvidas. Obrigada.

    ResponderExcluir

Agradecemos pelo comentário!