terça-feira, 19 de fevereiro de 2019

Falta poesia ao mundo

Texto de Almir Paes no Blog EspiritualMente

Num mundo digitalizado, mecanizado, objetivo, tenológico, com tanta produtividade de mentes e corpos, o ser humano ainda não aprendeu a amar!

Vamos refletir sobre isso.

Para quem é utilizada essa tecnologia? E essa produtividade, para quê e para quem serve? Cadê o compromisso das pessoas com outras pessoas? E a responsabilidade e o esmero na prática do fazer?

São indagações que devem ser refletidas e evidenciadas.

Falta a chave para abrir a porta do coração das pessoas. A poesia ajuda a edificar esta chave.

O mundo tem evoluído materialmente, mas a evolução moral não acompanha a velocidade deste processo de melhoria material. Na prática, o Apartheid continua. A sociedade continua excludente e discriminatória. Quem pensa diferente é repelido, replicado, ridicularizado e inviabilizado.

Padrões foram feitos para serem questionados e mudados e nunca para serem perpetuados. As pessoas precisam aprender a pensar, pensar crítico, com fundamentos. Não podemos repetir a História. Precisamos ser protagonistas desta História.

É preciso aprender a ter sensibilidade, solidariedade, empatia.

É preciso ter a alma de poeta. O poeta vê além do que se apresenta os fatos, além do que se impõem as assertivas.

É preciso contemplar os fatos, as coisas, a vida.

Num mundo com tanto desamor, indiferença, exclusão, é preciso incluir a poesia para semear uma vida melhor e nos tornarmos artífices da humanização deste mundo.

É preciso ser poeta, poeta da vida, poeta do mundo!

Não podemos e nem devemos inverter as referências e os valores: o material vem depois do ser humano e por ele é idealizado.

Podemos e devemos ter uma tecnologia de ponta, mas que ela seja voltada para as pessoas, para os seres humanos. 

Podemos e devemos aumentar a produtividade, mas com inclusão, dignidade e oportunidade para todos.

Precisamos aprender a ser poetas. Aprender a amar!

Almir Paes o Cronista da Alma
Almir Paes
O Cronista da Alma




Deseja ler outros textos de Almir Paes? Então, clique aqui!





3 comentários:

  1. Muito bom e coerente. Parabéns

    ResponderExcluir
  2. Caríssimo sábio Almir Paes:

    Vemos em seu precioso texto a mais contundente verdade!

    O Cristo Redentor já proferia há 2.000 anos:

    "... é do coração que partem os maus pensamentos, os homicídios, os adultérios, as fornicações, os furtos, os falsos testemunhos, as blasfêmias e as maledicências". (Evangelho).

    E, o mesmo profere o Espiritismo do Século 19, e, no Século 20, fora mais uma vez lembrado por Emmanuel, André Luiz e tantos outros instrutores da humanidade terrena.

    "Amai-vos", eis o primeiro ensinamento, "instrui-vos", eis o segundo como bem frisado pelo Espírito de Verdade. O que, mais uma vez coloca o bom sentimento, o AMOR, a caridade como os meios primeiros de nossa correção humana e espiritual.

    Como estamos vendo, ainda demandará algum tempo para que o Espírito humano compreenda sua condição de miserável da Alma, do Coração e de tudo o mais que deriva dos maus sentimentos.

    Vamos AMAR mais, e, inclusive, vamos poetizar mais, trabalhando e burilando nossa Alma imortal.

    MUI GRATO POR TÃO BOM ARTIGO, DIRIA EXCELENTE:
    Fernando Rosemberg Patrocínio

    ResponderExcluir
  3. Adorei! Estamos precisando disso tudo...vivemos num planeta tão lindo,que mexe com a nossa sensibilidade...a natureza é bela e inspiradora.

    ResponderExcluir

Agradecemos pelo comentário!