quarta-feira, 20 de fevereiro de 2019

Médico dos pobres - Santtos Edson




De olhar calmo e sereno
Um semblante tão ameno
Que bondade é nosso irmão
Vem Bezerra de Menezes
Em auxílio quantas vezes
Quando chamado em oração

Dos enfermos nunca esquece
Somos todos um quando em preces
Rogando ao Pai consolação

Oh! Bezerra, meu irmão
Quanta luz em suas mãos
Vem curando corações

Raio bondade suprema
Da sua voz nasce poema
De amor, ternura e paz
Espírito de sabedoria
Alma de luz que irradia
E faz a força no coração

Dos enfermos nunca esquece
Somos todos um quando em preces
Rogando ao Pai consolação

Oh! Bezerra, meu irmão
Quanta luz em suas mãos
Vem curando corações

Vem curando corações
Vem curando corações
Vem, cura a nós, seus pacientes
Vem, cura a nós, seus pacientes


2 comentários:

  1. Agradeço pelo carinho... Que o espírito de Jesus permaneça em todos.


    ResponderExcluir
  2. Linda e Maravilhosa Canção. Parabéns Santtos Edson!

    ResponderExcluir

Agradecemos pelo comentário!