segunda-feira, 1 de abril de 2019

Só rezar não adianta!

Coluna Estrada Iluminada no Blog EspiritualMente

         Às vezes reclamamos da vida que levamos, isto em razão de ver que muitas pessoas ao nosso redor tem uma vida aparentemente melhor que a nossa ou, talvez, menos ruim. De fato, é comum em algum momento nos pegarmos avaliando a vida dos outros e até esquecendo um pouco da nossa.

          Uma das perguntas que faço sempre para as pessoas que chegam ao nosso grupo de estudos é o que ela está fazendo para resolver o momento difícil pelo qual está passando. Interessante que a resposta mais utilizada é "não sei" ou "estou rezando". Ora, o não saber é algo bastante complexo, pois demonstra já que a pessoa está totalmente perdida em seus propósitos, mas responder alegando que está rezando, também não é uma providência que fará com que o momento difícil seja resolvido.

          Mas alegam que Deus é poderoso e, rezando, vai ser resolvida a questão. Não é bem assim! Se fosse resolvido qualquer impasse desta vida proferindo oração, religiosos que vivem em recolhimento, por exemplo, não teriam problemas. Deus de fato é poderoso e poderia num piscar de olhos mudar nossa vida se quisesse. Mas isto não acontece, pois que Deus também é justo e quando Sua justiça se faz presente, eclode em nossa vida as dificuldades.

        O que nos acontece hoje é um reflexo das vidas passadas, de nossos comportamentos com pessoas que já convivemos. Soma-se a esse reflexo, a nossa capacidade de praticar atitudes errôneas, promovendo muitas vezes discórdia, maldades, maledicências e transgressões a própria Lei Divina que está incrustada em nossa consciência.

          É normal termos de passar certos momentos difíceis, resgatando situações de outras vidas, mas ao nos depararmos com as primeiras dificuldades, nos rebelamos e acabamos desagradando a Lei Divina e passamos a tomar atitudes equivocadas que vão piorar nossa situação. Fica então o fardo pesado demais.

       Deixemos de lado o reclamar da vida. Façamos sim uma análise do que está acontecendo conosco. Procuremos identificar se pelo nosso comportamento diário não demos causa ao mal que está nos afligindo. Oremos para que sejamos ajudados pelos benfeitores espirituais, mensageiros de Deus, para que nos socorram e nos intuam a seguir o melhor caminho e tomar a atitude mais coerente.

          Procuremos resolver um problema de cada vez. Tentar enfrentar vários fica difícil e podemos não obter êxito. Após resolver um, passemos então para o outro e assim por diante. Rezemos, oremos, façamos preces, mas tenhamos a capacidade pelo menos de tentar não incorrer nos mesmos erros, pois do contrário nossa oração não valerá de nada.

          Deus quer atitude nossa, trabalho para o melhoramento moral, esforço nas decisões. Fomos criados para evoluir e não ficarmos de "mi mi mi" como se diz.

         Façamos a nós mesmos a seguinte pergunta: "o que estou fazendo de prático para superar o momento difícil pelo qual estou passando?". Só orar e ficar esperando que a solução "caia do céu" não vai resolver. 

            Energia, amigos. Energia!

Nilton Moreira no Blog EspiritualMente
Nilton Moreira



Deseja ler outros artigos do Nilton Moreira? Então, clique aqui!


Um comentário:

  1. Muito bom caro Nilton. Normalmente muitas pessoas, na atualidade ainda procuram filosofias e religiões "salvacionistas" onde Deus ou Cristo é o "salvador" de suas faltas e basta pedir perdão e continuar fazendo as mesmas coisas, e que em algumas basta continuar "contribuindo" ou atitudes similares. Poucos se interessam realmente em cuidar de seu caráter e de suas ações, continuando a explorar funcionários, subalternos e não instalam a educação, cortesia e respeito nas suas atitudes, inclusive no próprio lar. Face a isto temos uma proliferação de "crentes" pois é mais fácil ser um crente e ter um "salvador" que ter que mudar, melhorando-se por esforço próprio. Provavelmente mal conhecem o real significado das parábolas de Cristo, apenas as decoram ou consideram historietas sobre o "salvador"...
    Por outro lado a prece significa um momento de ligação com o Alto, o que facilita o intercâmbio e o recebimento das intuições e orientações para que possamos nos melhorar, embora ainda para muitos não passem de "petitórios" de auxílio sem nenhuma atitude íntima que consubstancie.

    ResponderExcluir

Agradecemos pelo comentário!